A Música tem grande importância para as crianças, e quando trabalhada desde a infância traz grandes benefícios para elas, pois a música é um poderoso recurso que desenvolve na criança além da sensibilidade à música, qualidades como: concentração, coordenação motora, a sociabilização, a acuidade auditiva, respeito a si próprio e a outros, o raciocínio, a disciplina pessoal, o equilíbrio emocional e inúmeros outros atributos que colaboram na formação delas.

 

A criança adquire uma maior facilidade para o entendimento de outras áreas do conhecimento, recebendo normalmente notas mais altas na escola, adquire também uma estrutura emocional e psicológica que lhe fornecerá bases para uma vida mais saudável.

 

É comprovado cientificamente que o estudo musical desde a infância contribui, e muito, para o desenvolvimento psicológico e social da criança, além de facilitar a percepção musical.

 

A música proporciona espírito de equipe, eis que para que uma orquestra ou mesmo um dueto tenha sucesso, todos os participantes têm que trabalhar em conjunto, respeitando o ritmo de cada um, ajudando o outro e pedindo ajuda quando necessário.

 

Hoje em dia, saber trabalhar em equipe é algo muito valorizado pelas empresas e organizações. A música é uma boa maneira de melhorar o convívio social, pois a música trabalha o Respeito, a Memória e a Persistência da criança.

 

Os instrumentos musicais utilizados na musicalização infantil são:

  • O pandeiro

  • O ganzá

  • O ovinho

  • O chocalho

  • A flauta

  • O metalofone

  • O pau de chuva

  • O triângulo

  • O tambor

 

Dentre outros que são introduzidos de forma adequada e gradativa, até chegar a introdução do instrumento de desejo da criança.

 

As aulas consistem em:

 

  1. Apresentar os instrumentos;

  2. Ministrar conhecimentos gerais sobre a música;

  3. Explicar sobre o tempo musical com os instrumentos;

  4. Vivências sonoras (apresentação de músicas/jogos/brincadeiras que fazem com que a criança vivencie o mundo musical e todas as propriedades do som como altura (grave e agudo), duração (curto e longo), intensidade (forte e fraco) e timbre (característica específica de cada som que faz com que um não seja igual ao outro, além do trabalho com andamento (rápido e devagar);

  5. Montagem do próprio instrumento musical: como o chocalho por exemplo, feito com garrafa pet, entre outros...

  6. Apresentação de música através de vídeos infantis e o próprio canto;

  7. Atividades de registro: Trabalho realizado com folhas de atividade, com exercícios para pintar e circular, dentro da área musical.

 

Um diferencial apresentado na nossa musicalização infantil é que esta pode ser ministrada juntamente com aulas de teclado e canto, caso seja do interesse do aluno e seus familiares, sem qualquer acréscimo no valor.

 

Para maiores informações entre em contato conosco.

MUSICALIZAÇÃO  INFANTIL